17/12/2017

Craques Solidários lota Estádio Olímpico da Univates

APAE Lajeado será beneficiada com a venda dos ingressos do evento

Craques Solidários lota Estádio Olímpico da Univates
APAE Lajeado será beneficiada com a venda dos ingressos do evento
Lajeado – Quando árbitro Margarida Show apitou, a partida da solidariedade teve início. A segunda edição do evento Craques Solidários ocorreu na noite de sexta-feira (15) no Estádio Olímpico da Univates e lotou a arquibancada. O primeiro jogo foi entre a imprensa local e o segundo com os alunos da Univates com os da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Lajeado (APAE) que será beneficiada com o valor da venda dos ingressos e alimentos não-perecíveis. Para animar a torcida, os professores da APAE, palhaços Barbicha e Rabujo estiveram brincando com os torcedores na arquibancada.
Para um dos organizadores do evento, José Paulo Richter conhecido como Juca, a noite se resumiu em felicidade. “Trabalhamos muito durante todo o ano para trazer elenco de atletas atuantes e não atuantes no futebol brasileiro. Tivemos a felicidade enorme de trazer nomes como Zico, Paulo Nunes, Dinho e Danrlei, assim como tantos outros”, destaca Juca, afirmando que é motivo de orgulho e o mais importante foi ver o estádio lotado de pessoas que atenderam o espírito do ato solidário da grande corrente do bem. “Meu irmão Luís Carlos tem deficiência e já esteve na APAE, então sei o quanto essa entidade e tantas outras precisam de apoio. Nada melhor do que terminar um ano desses com esse grande evento que ficará marcado na história da cidade de Lajeado.”
Rodrigo Conte também organizador do evento destaca que foi um ano de preparação, de muita ansiedade, incertezas e chegou o momento de alegria. “São poucas horas de jogo, mas é o momento de agradecer a cada um desses craques que vieram e cada um que esteve na arquibancada que em um momento de crise no país, fizeram o investimento de 25 reais para serem solidários”, conta Conte na expectativa que o evento se fortaleça ainda mais, para que possam ajudar não só a APAE, mas outras entidades no futuro.
O prefeito de Lajeado Marcelo Caumo jogou com os craques e ainda marcou um gol de pênalti. “Muita honra saber que essas personalidades do esporte colocaram Lajeado no roteiro e que poderemos retribuir isso para nossas entidades. A APAE faz um trabalho magnífico. Parabenizo toda a organização por esse grande evento”. O prefeito também afirma que foi um sonho de criança estar no meio de tantos craques e que treinou para bater o pênalti. “Ano passado vim como torcedor. Foi uma experiência diferente. Fazia muito tempo que não jogava bola, mas é um motivo a mais para me preparar para os próximos Craques Solidários”, conta o prefeito ao relembrar que a região tem essa característica de conseguir envolver pessoas em prol das causas comunitárias. “Por isso também que a região é tão diferenciada”, diz.
O reitor da Univates Ney Lazzari afirma que a estrutura está disponível e por serem uma universidade comunitária, tem relação forte com a comunidade. “O pessoal que organiza já nos pediu ano passado e é para isso que existimos. Ver esse estádio lotado com tanta gente fazendo esse trabalho solidário nos enche de orgulho e ficamos muito felizes”, conta o reitor e destaca que esse é um momento de diversão, esporte, lazer, confraternização e solidariedade. “Os finais de ano costumam resgatar esse espírito solidário também”, conta o reitor.
Craques dão show no campo
O time Esperança, de azul contou com o Brock, João Paulo, Anderson Polga, Dinho, Paulo Nunes e Danrlei. Já a equipe da Solidariedade, de branco, contou com Alemão, Luis Mário, Felipe Gedoz, Renato Teixeira e Cassiano. Do lado de fora, o Zico, fez festa com a torcida. O resultado final foi 4 para Esperança, 3 Solidariedade e 10 para a torcida.
Para Zico é gratificante retornar a Lajeado e ver o resultado positivo do evento Craques Solidários. “Foi um belo trabalho em prol da APAE. É importante que todos possam colaborar. Espero que possam acontecer eventos desse tipo para ajudar muita gente e se eu puder estar presente, virei novamente”, conta Zico, considerado um dos melhores jogadores do mundo.
Paulo Nunes, ex-Grêmio, conta que é sempre bom rever os amigos e pessoas que passaram em sua vida, mas o mais importante é ajudar. “Receber esse carinho, principalmente dos gremistas que vieram me faz muito feliz em reviver tantos momentos. Agradeço o convite das pessoas que realizaram o evento. E espero ter retribuído um pouco do carinho que recebi durante toda a minha carreira”, diz. Nunes conta que foi muito bem atendido em Lajeado e gostou de retornar para o Sul. “Parabéns ao publico que compareceu. Isso é o mais importante, eles que são as pessoas mais especiais. A gente vem com intuito de ajudar, mas sem eles nada aconteceria. Espero poder voltar mais vezes”.
Para o ex-Grêmio Dinho foi uma alegria imensa participar do evento, principalmente ao saber que estão ajudando a APAE. “Que Deus me de saúde para se possível ano que vem estar aqui novamente para fazer esse evento. Esse jogo não é de duas torcidas, é uma só. Tanto faz se é Inter, Grêmio, Flamengo, Botafogo, Corinthians ou São Paulo, todo mundo jogou junto pensando no próximo”, conta. “Se puder jogar uma peladinha e fazer um gesto do bem, virei sempre”.
O ex-Grêmio Danrlei destaca ser importantíssimo conseguir através do futebol, mostrar a importância da causa da APAE. “Assim conseguimos que tenham consciência do que é a instituição. Hoje como deputado, busco ajudar na luta para não deixar as APAES de lado. Queremos mostrar a importância da entidade em todos os municípios”, conta Danrlei. “Desde que nasci convivi com a APAE porque minha mãe enquanto viva foi diretora da instituição por 15 anos em Criciumal, minha cidade”, diz o craque parabenizando o município por receber tantos jogadores.
Foram aproximadamente 30 atletas que jogaram a favor do bem. Na escalação: Zico - ex-Flamengo, Dinho - ex-Grêmio, Gedoz - Atlético PR, João Paulo – Avaí, Paulo Nunes - ex-Grêmio, Alemão – Avaí, Juninho – Vitória, Ivo - futebol chinês, Brock – Paraná, Danrlei - ex-Grêmio, Elyeser – Goiás, Luís Mário - ex-Grêmio, Moisés – Chapecoense, Gabriel - sub-23 do Inter, Altemir Pessali - ex-Fluminense, Adir - ex-Cianorte, Giovanella - ex-Celta de Vigo, Ewerton - ex-Portuguesa, Jorjão - ex-Lajeadense, Eliomar - Ex-Nacional do Uruguai, Renato Teixeira - ex-Bahia e Lajeadense, Alexandre Menudo - ex-Santos e Lajeadense, Felipe - Ex-Passo Fundo e Vitória da Bahia, Altemir Hausmann ex-assistente FIFA e Margarida Árbitro Show.
Somente agradecer
O presidente da APAE Régis Kunrath estava muito ansioso pelo acontecimento do evento. “A organização foi ótima e esse ano foi reflexo do ano passado e teve ainda mais sucesso. Só emoção ao viver esse momento. Acredito que todos estavam juntos pelo mesmo objetivo. Éramos todos, um só”.
A coordenadora pedagógica da APAE Tamara Dresch vestiu a camiseta do Craques desde o primeiro dia, abraçando a causa em nome da instituição. Ela acredita que todo o evento foi mágico e foi emocionante ver a alegria dos alunos quando entraram fardados no corredor, batendo palma, vibrando e fazendo o sinal da cruz. “Foi uma noite agradável, com torcedores animados na mesma energia que a gente. Com certeza foi mágico para nós profissionais e para os alunos que jogaram em um grande estádio e vivenciaram a experiência de assistir os ídolos”, diz.
Para Cristiano dos Santos, pai do aluno Matheus que tem síndrome de down, ver o filho feliz e participando das programações da instituição é sempre motivo de orgulho. "Buscamos sempre incentivar e apoiar ele. A APAE fez muita diferença na nossa vida e é mais que uma escola, praticamente faz parte da nossa família. Foi muito especial ver ele jogando com esses craques”, confessa.
Fonte texto: Renata Leal/Assessoria Imprensa Apae